Pages - Menu

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Leite, polpa e casca do coco!

Desde que ganhei o livro da Bela (Bela cozinha 2), estou em um sério caso de amor com a moqueca de banana da terra. A combinação de banana+leite de coco+oleo de dendê+coentro é simplesmente de outro planeta! Mas uma coisa sempre me incomoda... Comprar aquele leite de coco do supermercado. Pra mim, aquilo nem deveria se chamar leite de coco, e sim: leite de espessante, conservante, acidulaste e aroma de coco :p 

Até que semana passada na feira me deparei com uma caixa cheia de cocos! ♡ Mesmo sabendo que ia dar um trabalhão, resolvi me aventurar numa tarde com 3 cocos, 1 martelo, 1 prego e uma faca hahah

O coco pra mim é um fruto incrível por que voce pode usufruir dele inteirinho! E aqui vou mostrar como fazer isso :)



DICA PRA ABRIR O COCO: 
Colocar ele no forno alto (por 10 minutos ou até quebrar a casca) ou no microondas (de 30-50 seg. dependendo do tamanho) e quebrar a casca com um martelo. Isso faz a "carne" fica mais molinha e fácil de tirar. 

O LEITE

1) Retirar toda a "carne" do coco da casca

2) Bater no liqüidificador com agua morna. Recomendo 1 copo por coco, mas depende da espessura que voce quer que seu leite fique. 

3) Coar com um pano e armazenar em garrafas ou potes. Tres cocos renderam essas tres garrafinhas da foto. Para armazenar, mantenha na geladeira se for usar logo (dentro de 3 dias no max.) ou no congelador. 



A POLPA
Recencemente descobri uma receita revolucionaria! Uma receita de biscoitinho de polpa. Não so para a do coco, mas também as polpas de sucos verde, etc. 

ingredientes: 
-3 copos de polpa
-1 copo de água
-3/4 de copo de farinha de linhaça ou chia
-1 copo de óleo vegetal
-Temperos opcionais (Ervas, sal, ou pode colocar açúcar para ficas docinho!) 

Misturar tudo e formar bolachas na forma untada, ou pode espalhar ela bem fina e cortar em quadradinhos. Assar em forno pré aquecido a 180 graus por 30-40 mins, ou até parecer sequinho e começar a dourar. 


A CASCA

Não tem nada nesse mundo que me faça me sentir mais em uma ilha paradisíaca do que pratos/bowls de coco! hahah. Esse saiu por acaso, quando quebrei o coco e a rachadura foi perfeita. 

Pra fazer é só: 

1) Quebrar o coco com cuidado (quebrar fazendo um "rastro" com o prego ajuda a ter um corte reto) e tirar toda a "carne".

2) Lixar o coco para ficar lisinho e lavar. 
Pronto! 

Qualquer duvida no processo, pode deixar um comentário aqui em baixo!

Com amor, 

Fabi. 




segunda-feira, 14 de março de 2016

Como abandonar o shampoo!

Com amor Florinda tem estado parado, mas isso não significa que eu não esteja na ativa aqui! Tenho tido alguns projetos pessoais que tem tomado meu tenho, algumas coisas muito legais que logo serão compartilhadas aqui! 

Por enquanto, estarei 1 vez por semana no blog da marca das minhas lindas amigas, no Santa+Nuvem. 

Essa semana expliquei como abandonar o shampoo! Quer saber mais? Da uma olhadinha no blog delas: 


Com amor, Fabi. 

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Massa fresca com alecrim & cenouras com chèvre

Eu sou uma pessoa confusa, mesmo sendo libriana, a balança as vezes falha. As vezes estou de mal com o mundo, as vezes sorrio pra vida, as vezes acho que são os hormônios do meu corpo feminino. 

O Com Amor Florinda sente todos os meus altos e baixos, o tempo todo. Tem meses de 10 posts e outros de nenhum. Mas tudo sempre volta quando começo e rolar pelo pinterest vendo fotos e blogs incríveis de pessoas que cozinham e fotografam por simples paixão e prazer. Ai vem a vontade de compartilhar as fotos que estão aqui escondidas no catálogo do Lightroom e que por alguma razão achei feias demais pra compartilhar. Hoje eu achei elas bonitas!

Há algumas semanas fiz essa massa e acabei fotografando. Eu queria fazer alguma coisa diferente além de vegetais e massa, então coloquei alecrim fresco na massa e assei as cenouras com queijo de cabra.







Com amor, Fabi.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

10 de outubro

Dia 10 de outubro completei 18 anos de vida. Esperei ansiosamente por esse dia, além do mais não é todo dia que se chega a maioridade. Ao longo desses anos de vida, descobri e vi muitas coisas, e a vontade de ver mais cresce a cada ano que passa. 

Um valor que mudou muito pra mim ao longo dos anos foi o aniversário, que quando eu era pequena era uma data muito esperada (como até hoje é), mas com um valor diferente. Pode ser até feio dizer, mas acho que mais pelo fato de comer bolo e ganhar presentes do que qualquer outra coisa haha. 
Mas hoje, pra mim, percebo que linda comemoração é o aniversario. Comemoração da vida, das pessoas ao meu redor, da existência de cada pequena e grande coisa no meu universo. 

Por isso, no dia do meu aniversário de 18 anos quis fazer o que eu mais amo, com as pessoas que mais amo. Cozinhei um jantar completo e cheio de amor! 

O menu foi esse:

Bruschetta de coalhada com abacate e limão siciliano, 
com saladinha de beterraba, rabanete e cenoura.

Salmão selado com azeite e sálvia, risotto de 
limão siciliano e tuile de parmesão

Créme brulée de jasmin

 
As fotos ficaram por conta do André, meu amor. Obrigada por registrar o momento do teu jeito especial! 









Com Amor, Fabi. 

domingo, 18 de outubro de 2015

Galette au pêches

A primavera chegou e trouxe junto o calor, as flores e as frutas, e pra mim, não tem maneira melhor do que envolver as frutinhas doces da primavera em uma massa com cheirinho de manteiga e açúcar. É tão simples mas ao mesmo tempo tão único!
O cheiro me traz memórias de quando morei na França, por lá eles adoram fazer doces com frutas e sempre com muita manteiga. Peguei o costume sem arrependimentos! 


Minha receita de massa pra todas as horas é:

- 200g de farinha -
- 100g de manteiga sem sal -
- 1 ovo -
- 2 colheres de água -

É só misturar tudo com as mãos, com muito amor e paciência. A massa fica melhor e mais elástica depois de um tempinho descansando na geladeira. Enquanto isso, cortar as frutinhas (pode ser maçã, pêras, pêssegos, o que a terra te der!) e em um bowl mistura-las com 3 colheres de açúcar e uma fava de baunilha (pode ser extrato, mas esse ingrediente é opcional!). Quando estiver pronto e com o forno pré aquecido a 180, é só abrir a massa com um rolo, colocar as fatias de fruta dentro e ajeitar do jeito que voce achar bonito! Pra galette ficar douradinha, eu pincelo um ovo batido na massa antes de ir pro forno. Depois que assar até dourada, ta pronta! 







Com amor, Fabi. 

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Vai ter bruschettas na Festa na Casa (3/10)!

Há algumas semaninhas a Julia, moça de uma linda marca chamada Gralias, me contou sobre as tardes gostosas que elas faziam na casa Gralias, com musica animada, drinks, cerveja gelada e comida boa.

Depois de algumas conversas, o coração bateu forte de emoção quando descobri que a cozinha da casa Gralias seria minha por um dia!

Planejamos e procuramos pelo sábado perfeito de sol para realizarmos a Festa na Casa, e o eleito foi o próximo sabado, dia 3 de outubro!


Pra Festa na Casa o menu será esse: 

- As bruschettas no pão de grãos -

Clássica
alho, tomate, manjerona e parmesão

Fresca
tzatzki (molho de iogurte grego caseiro com pepino), abacate e limão siciliano


- Pra fechar, um docinho... -

O meu cheesecake
de geleia caseira de amoras colhidas a mão





O evento começa as 16h30, na Casa Gralias, que fica na Rua José Vicente de Azevedo, 90, Vila Mariana.





Tudo isso com muito amor!

Te espero lá! 

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Sorvete de abacate

Se tem uma coisa que eu desejo quase todo os dias (ainda mais nesse calor subtropical) é sorvete. 
Eu adoro sorvete: o sabor, a consistência, a magia que a temperatura faz com meros ingredientes.

Porém, sempre vivi entre o sonho e a realidade... Amo sorvete, tenho vontade de fazer sorvete, mas minha hora de comprar uma maquina de sorvete ainda não chegou. (Afinal das contas, não dá pra se ter tudo, ainda mais eu que sou a mulher das maquinas de costura, de macarrão, e assim continua a longa lista...)

Por isso minha busca por receitas de sorvete que não necessitam de maquina era árdua, até eu encontrar essa de sorvete de abacate. Além de não precisar de utensílios complicados, ela é fácil e pratica, o que é très bien! Basta misturar tudo, colocar no congelador e deixar a mágica acontecer...

Tirei essas fotos há quase exatamente um ano atras, e não sei como não tinha colocado elas por aqui ainda... Era uma época em que eu andava muito inspirada em Floripa, começo de verão, as arvores florescendo, luz linda. O calor fez o sorvete derreter rápido, e o incrível aroma do abacate fez com que comêssemos rápido também, por isso não me pergunte por que o sorvete esta comido nas ultimas fotos, haha! 





A receita é muito simples,mas bem pesada por conter bastante gordura (o que garante a cremosidade e impede o endurecimento do sorvete.)

1 lata de leite condensado

2 xícaras de creme de leite fresco (tipo nata) 

1 fava de baunilha, ou 2 colheres de extrato

1 (ou 2, dependendo do tamanho) abacates

Pra fazer, é so amassar o abacate e juntar todos os ingredientes deixando bem homogêneo. Despeja essa mistura em uma forma ou pote, e deixa no congelador por no mínimo 8 horas. 




Obrigada minha irmã Dani por me emprestar por segurar e comer o sorvete. E Shira (minha cachorra) também por comer um pouquinho. 

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Tortas na Novelaria!

Nos últimos meses o Com amor Florinda tem crescido e conquistado coisas nunca imaginadas antes! Estou super animada pra compartilhar tudo o que tem acontecido por aqui. Pra hoje tenho uma noticia linda pra quem é de SP. 

As minhas tortas tem uma casa nova! 

Antes de vir pra São Paulo, sempre ouvia falar de uma loja chamada Novelaria. Quem ama uma tarde com novelos, agulhas de bamboo em uma boa poltrona na companhia de um cházinho, com certeza já ouviu falar dessa loja localizada na Vila Madalena. 

Quando entrei na loja foi amor a primeira vista. Enlouqueci com as lãs, com o lugar e o que ele me fazia sentir. Eu sabia que aquele espaço com certeza estaria na minha nova rotina paulistana, mas nunca tinha pensado que eu teria o prazer de compartilhar minhas tortas com as pessoas, que como eu, iam passar as tardes tricotando naquele paraíso de novelos! 

Além dessas belezas, lá também tem aulas pra todos os níveis (de tricot, bordado e crochet) e diversas oficinas. Vale a pena dar uma olhada na programação! 

Dentro da Novelaria, tem o Knit Café, onde vocês podem encontrar minhas tortas de Hibisco & limão siciliano e Cheesecake





O forno e fogão estão a todo vapor por aqui, e logo terei mais alguns produtos pra quem for passar por lá.

A Novelaria fica na Rua Mourato Coelho 678, Vila Madalena, São Paulo. (Tel: (11) 3729 7188)

Eles também estão no facebook (Novelaria Knit Café) e no instagram (@novelaria). 

Com amor, Fabi. 

domingo, 9 de agosto de 2015

Gyoza

Tenho sido super gananciosa em relação aos meus utensílios de cozinha e a wishlist só cresce (e o cofrinho vai ficando mais leve :( ). Um dos tao sonhados utensílios foi riscado da lista há algumas semanas: uma maquina de massa, e eu estou apaixonada desde então. 

Depois da compra, aqui em casa não entra mais massa do super mercado. Mas nesse final de semana resolvi ir alem da massa e eu e a Carol fizemos gyoza! Foram algumas horas de picando, amassando, rolando, cortando e dobrando. Mas o sentimento de ver as trouxinhas prontas é muito gratificante. 

Dessa vez arrisquei pela primeira vez a fazer uma massa sem ovos. Eu tinha medo por que achava impossível fazer uma massa maleável com farinha e agua apenas, mas deixei o medo de lado e me surpreendi! Pra facilitas nessa receita, usei farinha 00, que é uma farinha mais fina (e um pouco mais cara) do que a que encontramos em super mercado, mas vale muito a pena por que a massa fica incrivelmente sedosa e flexível. Aqui em Sao Paulo achei ela em uma loja italiana e custou R$13 o pacote de 1kg. 


Fiz um recheio vegetariano com o que tinha em casa: alface, cenoura, abobrinha, cebola e salsinha. 

Pra 400g de recheio, a receita da massa é essa:

-2 copos de farinha
-1/2 copo de agua

É simples, o segredo é sovar. Misture os dois ingredientes e sove até ficar macio e maleavel. Se precisar, pode adicionar mais agua ou mais farinha. 

Depois é só amassar, cortar e rechear. Eu usei a maquina de massa, mas também dá pra fazer com um rolo. 









Pra fritar, a técnica classica japonesa é dourar o gyoza no oleo de gergelim, depois jogar um pouco de agua e tampar para que o vapor cozinhe o resto das trouxinhas. Voce pode fazer isso, mas para esse gyoza com massa fresca, recomendo só dourar com oleo de gergelim, fica super crocante e gostoso! 


Com amor, Fabi

terça-feira, 14 de julho de 2015

Torta de Hibisco e limão


Rolando pelo pinterest de madrugada achei essa receita em um blog apaixonante. Na manhã seguinte acordei e eu só conseguia pensar no sabor único que essa torta devia ter.

E receita é desse blog: http://www.vegetarianventures.com/2015/04/26/hibiscus-lemon-curd-tart-with-cocoa-crust-edible-flower-garnish/